Quadrinhos Gigantes

No último sábado estive em Americana com a exposição “Quadrinhos Gigantes”, que nada mais é do que uma compilação das melhores tiras que publiquei este ano no Jornal Expresso este ano.
americana-schivo

Devo muito da minha participação à Juliano Schiavo e Ana Maria Babocina – o primeiro que tornou o lançamento de seu livro em evento compartilhado e a segunda que me indicou para participar (obrigado prima ;D ). Esta é minha ultima tira do ano que deveria ter circulado no jornal da cidade hoje, mas por outros motivos não foi. Então rompi com meu “preciosismo” com relação à exclusividade da publicação impressa para criar uma galeria no Flickr e começar a postar online. Agaleria se chama Quadrinhos Gigantes (sim, o mesmo nome da exposição) vou atualizar sempre que puder, postando por aqui.

Print

Além disso, estou estudando para levar as publicações para outros lugares públicos: pontos de ônibus. A ideia havia surgido há algum tempo, quando vi uma reportagem de uma artista que utilizava cartazes lambe-lambe para divulgar seus versos pela cidade de São Paulo e, vendo a iniciativa dela, resolvi adaptar para os pontos de ônibus, comumente poluídos com anúncios diversos… mas as fotos desses lugares aparecerâo apenas no meu Instagram que convido você à dar uma olhada lá.

A festa em Campinas

Essa semana que passou fechou meu ano com chave de ouro e explico o motivo.

Na quinta-feira à noite recebi a medalha dos “Amigos da Cultura”, uma homenagem feita pela Secretaria de Cultura para as pessoas que direta ou indiretamente contribuíram para o enriquecimento cultural de Cordeirópolis. E eu não imaginava quantas pessoas faziam isso… são pessoas envolvidas em diversas áreas como teatro, música, artes plásticas, literatura e também preservação do patrimônios culturais dos afrodescendentes e ítalo-descendentes.

whatsapp-image-2016-12-13-at-18-59-12
Fiquei surpreso quando recebi o convite, pois fiz muito pouco ainda, no entanto a homenagem somente incentiva à mim e à Luana, minha esposa, à fazermos mais nos próximos anos, pois acreditamos que o efeito desta homenagem é mais interno do que externo. Em outras palavras, o prêmio valeu mais para cada pessoa homenageada do que para toda população, que verá apenas como um prêmio qualquer, mas nós – Lua, eu e todos os outros artistas – sabemos o valor que isso causa em nossas vidas, nossas carreiras.
Enfim, é com alegria que vejo minha cidade natal despertando para sua própria produção artística.

Depois desse gás na quinta, chegou o domingo e a Campinas Anime Fest, a última festa do circuito Avalon Eventos nesse ano, a maior do circuito.
E foi muito bom!

whatsapp-image-2016-12-13-at-18-55-24
Várias pessoas passaram na minha mesa para conhecer os fanzines e os sketchbooks de couro – especialidade da Luana – e de quebra conheci muita gente bacana, meus vizinhos de mesa, entre eles Guilherme Arrais (Necro Morfus) e Paulo Kielwagen (Blue e os gatos) pessoas que o trabalho o precediam. Revi gente bacana de outros festivais como o a Walkiria Endelich e o Mateus Carvalho e conheci novas figuras, como o Alessio Esteves, grande figura!


À todos eles e a todos mundo, muito obrigado!

23º Eu Anime RPG + Campinas Anime Fest

13501813_1091390504255354_6546033980759151180_n

No último domingo (20), Lua e eu participamos do 23º Eu Anime RPG em Americana/SP. Foi muito divertido e empolgante e gostaríamos de agradecer a todas as pessoas que passaram por nossa mesa. Oficialmente foi a primeira vez em que minha esposa participou, levando seus sketchbooks e sua simpatia e, por falar em simpatia, quero agradecer a todos os colegas que partilharam do evento – não vou lembrar todos os nomes, mas vocês foram demais!

Estes eventos têem sido para mim tubos de ensaio onde experimento a composição da mesa e os itens que irei levar para o próximo evento. Em Rio Claro haviam muitas pessoas interessadas em ver ilustrações e fanarts, já em Americana o público estava disposto à adquirir os velhos personagens com roupagens diferentes e brilhantes – o que me fez considerar a produção desses personagens mas de uma maneira diferente, pois não aprecio tanto o comum, como os Vingadores, Wolverine, Homem-Aranha e Superman… se tiver que desenha-los, com certeza será numa posição diferente do habitual.

Mas essa é uma questão para outro post.

RCGF e outros festivais

Semana passada participei do Rio Claro Geek Festival, que acolheu várias vertentes da cultura geek: swordplay, card games, música, literatura e quadrinhos –  fossem mangás ou comics.

Este evento foi diferente do primeiro em que participei, o Animeira (em junho), houve mais pessoas para quem pudemos apresentar nosso trabalho e isso é ótimo pois mostra o crescimento do público do interior interessado em conhecer artistas que desenham tão bem quanto os das revistas, ou que possuem uma história diferente dos quadrinhos das bancas.

Além do público outras pessoas também estiveram curiosas: a imprensa. Ponto positivo para a organização do evento que trabalhou muito e garantiram de que haverá um próximo evento, acreditando no apoio do público, garantindo que haverá espaço para novos artistas, escritores e quadrinistas mostrarem seus heróis para os fãs.

Toda essa energia me impulsionou para participar de outros encontros e acredito que em breve publicarei aqui no blog e nas redes sociais para quem tiver interesse em participar.

A cobertura do evento pode ser assistida nos sites do G1/EPTV São Carlos e A Toda Hora, que tem uma matéria especial para quem ainda não conhece O Girassol e o Samurai #ficaadica 😉

 

Reviews e Festival

É com grande satisfação que anúncio: saiu o primeiro review de O Girassol e o Samurai.

papo-zine

Foi no canal Papo Zine, dedicado à reviews de quadrinhos, junto com mais quatro trabalhos – Fired!, Entresafra e Cronicas de Volume Morto 3 – que Carlos Neto mostra a revista de uma maneira bem caprichada. Obrigado pelas críticas, serão bem aproveitadas.

Aproveitando o post, gostaria de anunciar em primeira mão que estarei no Rio Claro Geek Festival, dia 09/Outubbro, com mais zines, prints e outras novidades que mostrarei mais tarde.

rcgf

É muito legal a iniciativa de um festival deste tipo em Rio Claro, já que a cidade possui muita gente talentosa mas que não tem um lugar que os anunciem como artistas de fato, pois longe dos grandes centros é muito comum ver e ouvir jovens elogiando grandes artistas e negando pessoas de sua própria vizinhança, a não ser que consigam se destacar nas metrópoles, mas para isso é necessário incentivo, o que estes festivais lhes dão.

Até a próxima!

 

Exposição coletiva “Varal da Arte”

Inicia-se nesta segunda-feira e vai até dia 29 de março a exposição coletiva Varal da Arte, na Biblioteca Municipal, em Cordeirópolis/SP. A iniciativa tem a intenção de despertar o interesse da população bem como “(…) incentivar os novos artistas para que participem e mostrem suas obras para mais pessoas”, segundo o Coordenador de Eventos John Elvis.

Aqueles que passarem por lá poderão ver algumas ilustrações que fiz para a Bemtevi Shop e outras novas, inclusive alguns originais, em preto e branco e assim ver a maneira como trabalho. De certo os originais parecerão mais “feios” pois não tenho o hábito de apagar os traços à lápis mas também serão mais “verdadeiros” pois preservam as características da técnica e do estilo.

Compareceça! Dê uma passadinha lá, não só pelos meus trabalhos, mas por todos os outros artistas que estarão lá, eles merecem seu tempo… que lhe garanto não será perdido em vão e a você escritor ou ilustrador, aproveite e dê converse com os funcionários sobre o Projeto Public, faça sua incrição. A Biblioteca Municipal Aita B. Dias está situada na Avenida Presidente Vargas, nº 649, uma nova sede bem mais espaçosa e iluminada. Aproveite e dê uma passada na sessão de Quadrinhos 😉

varaldaarte-tripulantes

Foto: Divulgação

Publique!

A Biblioteca Municipal de Cordeirópolis abriu hoje as incrições para o Projeto Public, uma antologia de autores da cidade. Essa iniciativa visa impulsionar os escritores locais que  nunca tiveram a oportunidade de publicar uma obra.

E mais: essa mesma oportunidade também se extendeu para os artistas visuais, que podem inscrever uma obra que já possuem ou criar baseada nas obras literárias inscritas para esta antologia.

12697177_556102591217589_8689804153117426087_o

Atualmente publicar em blogs e antologias compartilhadas na internet se tornou muito fácil no entanto ter em mãos uma obra sua e distribuí-la é totalmente diferente. Possui um sabor de conquista, sem contar que em tempos de redes sociais que mal distribuem seu post mas que esparramam uma foto engraçadinha, o livro impresso possui um peso maior.

Para os desenhistas que escolherem ilustrar uma das obras inscritas, haverá o prazo de 4 semanas para o envio da arte, tempo para caprihar na criação. Mais informações podem ser pedidas através da página do Facebook ou pelo telfone: (19) 3546-1467.

Festival de verão 2016

12633701_889390681178694_2705515161825585437_o

Desde o dia 15 o Festival de Verão vem ganhando força e público, que vem assistir às bandas se apresentarem todo fim de semana, mas esta semana é a última do festival e com ele também encerro as apresentações na “Praça da Matriz”, levando comigo lembranças boas e um aprendizado ainda maior.

Como a garotinha Carol, de 9 anos, que ficou maravilhada ao ver pessoas desenhando ao vivo, já que ela vive num mundo dominado por diversas tecnologias digitais que podem emular serem analógicas. É bem verdade que em diversas vezes não imaginamos que o que passa na TV pode ter sido realmente criado manualmente por uma pessoa.

Nesta sexta, 29 estarei de volta ao festival desenvolvendo mais um da série de posteres que misturam ilustração e rock’n roll. É uma oportunidade ainda de adquirir meu fanzine, GIGANTE, que está sendo lançado neste festival.

Até mais!

Crédito da foto: Paulo H. Habermann

Zine GI-GAN-TE

Neste janeiro chuvoso resolvi que criaria um livro, um apanhado das história publicadas no jornal Expresso, dos cartuns e das ilustrações que fiz nestes anos. Já estava na hora de ter algo concreto para mostrar para as pessoas. Então vasculhei meus sketchbooks e meu HD.

Deste processo, nasceu GIGANTE.

gigante-cadernosA melhor coisa de publicar por conta própria é ter em mãos todo o controle de sua revista, desde a curadoria e diagramação dos trabalhos, a forma de impressão, encadernação e também  o acabamento: todas as escolhas refletem o que aprendi nestes dois anos estudando os trabalhos de outros artistas que admiro, aprendendo aqui e ali… tomando coragem para me lançar com tudo para o alto.

Uma coincidência bem legal foi que na mesma semana em que estava coletando os desenhos, recebi o convite para participar do Festival de Verão, em Cordeirópolis, que nesta edição se estenderá por três fins de semana, começando hoje dia 15/jan.

gigante-finalizado

Se estiver interessado, o zine GIGANTE possui 44 páginas e encadernação japonesa, sendo que cada exemplar possui uma capa exclusiva e estará sendo vendido à R$7,00 apenas durante o Festival de Verão. Para compras online o valor é de R$12,00 – com frete grátis –  aí basta escrever para e.modanez@gmail.com informando a quantidade e o endereço.

Cultura em Cordeirópolis

cultura-praça

Tudo começa com um convite para um evento, criado no Facebook. Leio rapidamente a programação e clico em confirmar e fecho o navegador pois já estava indo para a mesa desenhar.

No entanto duas coisas não me saem da cabeça: “Exposição de fotos” e “participação de vários artistas da cidade”. Então tive um estalo e volto para o computador, acesso a rede social e pergunto se há as inscrições para os artistas já estavam encerradas e então rapidamente Jonh Elvis – um dos responsáveis do evento – conversa comigo.

Com a resposta afirmativa, atravesso a noite colorindo os desenhos que já havia produzido, mas faltava termina-los de fato. As horas da sexta voam e quando me vejo estou atravessando a praça da cidade no sábado à tarde quando ouço o próprio Jonh me chamar e explicar sobre todo o evento, que foi feito às pressas mas estava ali, chamando as pessoas da pequena Cordeirópolis para sair de suas tocas naquele sábado frio.

Com o entusiasmo de Alex e Jonh resolvi tomar conta de duas mesas e começar a desenhar ao vivo para quem quisesse ver e conversar – o que aliás não faltou – por isso agradeço a todos que passaram por lá e viram, conversaram, comentaram e até mesmo levaram para casa uma das edições da “Terceira Porta à Esquerda”, meu primeiro trabalho em quadrinhos – vocês despertaram o gigante para mais um evento.

Obrigado!